terça-feira, 21 de julho de 2009

Cinco dicas para evitar efeito de olhos vermelhos nas fotos

Momento perfeito: família ou amigos reunidos, a pose, o clique (e o inevitável flash). O resultado: uma bela foto repleta de aspirantes a vampiros, com seus 'lindos' olhos vermelhos.

Evitar que as pessoas saiam com olhos vermelhos em fotos é uma das preocupações mais frequentes em fotografia e mesmo profissionais experientes não estão livres desse problema.

Existem maneiras de manipular, via software, depois que a foto foi tirada. E há câmeras capazes de fazer isso na imagem ainda carregada na memória (se bem que o resultado não é o mesmo; pessoas de olhos claros tendem a ficar com um horroroso par de olhos castanhos escuros, quando não pretos).

Por isso, se puder evitar que esse efeito ocorra, muito melhor. Para ajudá-lo neste sentido

1. Ilumine o ambiente
Para começar é preciso entender porque este efeito ocorre. Em geral, quando há baixa intensidade da luz, a pupila dos olhos se dilata para que possam enxergar melhor nessas condições. No momento da foto, as pessoas e também os animais são flagrados olhos com as pupilas muito abertas.

Pela intensidade da luz e pelo fato de as pupilas estarem dilatadas, a câmera é capaz de registrar o reflexo do flash no fundo do olho, que ilumina o que está lá. No caso dos olhos humanos, o fundo do olhos tem a cor avermelhada. Em fotos de cães e gatos, o que vemos é um azul-esverdeado não menos horripilante.

Você deve estar perguntando o motivo de isso não acontecer em ambientes iluminados. Justamente pelo fato de as pupilas estarem contraídas. E é justamente esse o ambiente que você deve proporcionar para que os fotografados não saiam com os olhos vermelhos (ou qualquer que seja a cor do fundo dos olhos).

Sempre que possível, use iluminação natural ou diminua a velocidade do obturador ou use uma sensibilidade maior de ISO para evitar que o flash seja acionado. Se for de noite, tente iluminar o ambiente acendendo todas as luzes que puder.

2. Utilize o modo Olho Vermelho
Se você está preso a ambientes fechados com pouca luz ou abertos, mas durante a noite, então é hora de usar a câmera ao seu favor. O modo de redução do olho vermelho de sua câmera (geralmente identificado com o ícone de um olho) dispara rapidamente o flash por diversas vezes antes de a foto ser tirada, forçando as pupilas de seu objeto a diminuírem de tamanho, minimizando o reflexo.

Claro, o modo olho vermelho da sua câmera pode ajudar, mas não resolve. Você talvez observe algum olho vermelho nesse modo. E lembre-se de que a imagem não foi tirada durante o primeiro flash, portanto segure firme a câmera. E também é uma boa ideia pedir para seu objeto ficar parado até que tenha certeza de que a foto foi tirada.

3. Não permita que a luz reflita diretamente na câmera
A diferença nos níveis de luz entre o flash e a luz ambiente é apenas parte do problema. Outro fator é o ângulo da luz refletida. Pense na luz como bolas em uma mesa de sinuca: se você conseguir evitar a luz de refletir diretamente dos olhos do seu objeto para a lente da câmera, você ganha. Se o seu flash é como a maioria, fixado na câmera, então você não tem muitas opções.

Mas você pode tentar o seguinte: peça ao seu objeto para não olhar diretamente para a câmera. Imagine uma linha que vai da lente da sua câmera até o seu objeto. Quanto maior for o ângulo entre a linha do olho do seu objeto e a linha da lente, menor as chances de o fotografado sair com olhos vermelhos.

Use essa lei da física ao seu favor e você terá belos retratos com aparência de espontâneos, sem a pessoa olhar para a câmera. O uso de um filtro polarizador também pode ajudar a diminuir os reflexos.

4. Retire o flash da câmera
Você talvez tenha uma câmera com uma sapata para conectar um flash externo. Este é o Santo Graal da redução do olho vermelho – retirar o flash da câmera permite que você tire o flash da linha da lente mencionado no tópico anterior, então você consegue efetivamente eliminar os reflexos de olho vermelho.

Colocar um flash na sapata ajuda também. Melhor ainda: use um cabo de extensão para que você segure o flash na mão. Se você tem uma unidade de flash externo, provavelmente você poderá também arremeter a luz do flash em uma parede ou no teto. A luz refletida, alías, costuma acrescentar feitos bacanas em suas fotos. Tire proveito disso.

5. Faça uma limpeza póstuma
Mesmo assim você ainda terá algumas fotos com olho vermelho. Nem sempre você terá uma boa luz e algumas vezes você terá de utilizar o flash embutido da câmera. Quando isso acontecer, você pode utilizar a ferramenta de olho vermelho disponível em softwares de edição de imagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário